Imprensa

“Estranho de nome, confortável no ouvido.” – Tracker Magazine

“Garantidamente merece todo o tempo para se ouvir” –  8/10 Jornal de Notícias (De Não ter Tempo LP)

“Música para acender cigarros e contemplar a madrugada” – Blitz

 “Enfim, uma banda para seguir com atenção, porque, como dizia o outro, primeiro estranha-se, depois… enfia-se.” – P3 Público

“São 12 canções que nos fazem pensar, que quase nos torturam a alma. E são canções assim que nos mexem com o espiríto, aqueles que nos dão mais gozo escutar” – in “Santos da Casa” RUC – Rádio Universitária de Coimbra (De Não Ter Tempo LP)

Posto isto, torna-se claro dizer que os Um Corpo Estranho não fizeram falsa partida, mas sim correram atrás do título de um dos melhores projectos lusos de 2014. E conseguiram.” – 9/10 Punch Magazine (De Não Ter Tempo LP)

“Cada letra entoa em si uma chama muito própria. Cada música existe como se de um poema se tratasse. E criar esse efeito mais lírico, em jeito de epopeia, não é, de todo, fácil. A enorme harmonia de tons que o grupo atinge, pelas vozes entre graves e agudos, e pela improvável boda entre instrumentos de cordas e a percussão, tão propositada e marcada, compassando as pegadas de uma banda que parece contar já várias décadas de existência, tal é a experiência que parece ecoar dos vários ritmos e palavras, é bastante evidente, como se musas estivessem constantemente presentes no momento da criação e da actuação.” – Tracker Magazine

“Este álbum é um belo colo onde podemos repousar e respirar tranquilamente, esquecendo o peso dos dias e do tempo. Um registo particular e único de alguém com um corpo que, por ser estranho, não tem uma pulsação normal. Sendo o estranho cativante e o anormal interessante.” – Música em DX (Pulso LP)

“Com “Pulso”, a história dos Um Corpo Estranho acaba de ganhar um novo e desafiante capítulo. Uma bela rodela de uma banda que tem sabido construir, em lume brando, uma sonoridade muito própria.” – in Blogue “Deus Me Livro” (Pulso LP)

“Ainda haverão discos perfeitos? Sim, “Homem Delírio dos Um Corpo Estranho é um seguramente.“ – In Blogue “A Certeza da Música” (Homem Delírio LP)

Algures entre o erudito, o folk e a pop, Homem Delírio mostra uma nova faceta dos Um Corpo Estranho – uma faceta que merece ser descoberta – In Blogue “Via Nocturna” (Homem Delírio LP)

“Homem Delírio” é uma narrativa com interessantes ideias musicais, um universo muito particular contido neste disco sofisticado e melancólico. Uma peça de teatro à qual apetece voltar mais vezes. – In Blogue “Deus me Livro” (Homem Delírio LP)

“Pode muito bem fazer este exercício de introspeção ao som destes pouco mais de trinta minutos pensados para serem analisados à lupa, como é essencial na música que preenche e enriquece e nos dá algo de novo dentro da amálgama sonora dos dias de hoje, até porque os protagonistas de Um Corpo Estranho são exímios no modo como nos oferecem sons criados com forte inspiração em elementos paisagísticos, enquanto se debruçam sobre o lado mais inconstante e dilacerante da nossa dimensão sensível e colocam a nu algumas das feridas e chagas que, desde tempos intemporais, perseguem a humanidade e definem a propensão natural que todos temos, enquanto espécie, de cair insistentemente no erro e de colocar em causa o mundo que nos rodeia” – In Blogue “Man on the Moon” (Homem Delírio LP)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: