Um Corpo Estranho 2016 – “Onde Quero Arder”

“O peito estranho ao diabo, tudo o resto estranho a Deus”

É com este mote que vos convidamos a entrar no universo do novo album de Um Corpo Estranho. Uma segunda catarse repleta de memórias de um imaginario coletivo, de batalhas travadas e demónios exorcisados, que cultiva o negro mas busca incessantemente a luz. Esta sexta-feira libertamos o primeiro tema, uma incursão simbólica entre o sagrado e o profano numa canção que, no fundo, pretende falar de amor mas que se perde no limbo que sobra entre as emoções e a razão, entre a pureza e a luxuria. O bem e o mal, decalcados nas suas alegorias mais clássicas, que no fundo encontram diálogo na fronteira que o corpo habita, o corpo que escolhe arder.

5

Ilustração pelo muito talentoso e grande amigo Sérgio Marçalo (5:AM)

Bjs e Abraços,

João e Pedro
(Um Corpo Estranho)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: